O Fundo de Numismática do Centro de Estudos CECHAP, criado em homenagem a Luís Pinto Garcia, tem como missão a promoção dos estudos da Numismática, da Medalhística e da Notafilia, dando assim continuidade à obra que este calipolense desenvolveu ao longo de toda a sua vida.

Este núcleo conta atualmente com centenas de títulos temáticos, fruto de doações provenientes de diversas instituições, disponíveis para consulta dos leitores e investigadores. Esta diligência é particularmente importante para a promoção e conhecimento dos estudos da Moeda, em especial por se tratar de um centro de cultura localizado no interior do país, onde o acesso à informação é habitualmente mais difícil.

Luís Augusto Pinto Garcia nasceu em Vila Viçosa, no ano de 1911. Em 1918, ruma a Faro para acompanhar o seu pai, um tenente-coronel de cavalaria. Em Faro completou o ensino liceal tendo prosseguido os estudos, em Lisboa, licenciando-se em Ciências Histórico-Geográficas. Formou-se como Bibliotecário-Arquivista na Torre do Tombo e deu aulas no ensino técnico em Estremoz e Castelo Branco. Radicando-se com a família na capital da Beira Baixa, aí desenvolveu grande parte da sua atividade profissional. Foi diretor não nomeado do Museu Distrital de Castelo Branco, sucedendo a seu pai. Destacado numismata e estudioso sobre esta área do saber, tem uma vasta bibliografia publicada em revistas e livros especializados sobre o tema. Em 1975 foi nomeado Governador Civil de Castelo Branco, exercendo este cargo até 1980. Em 1987 faleceu em Castelo Branco, deixando um importante legado quer a nível científico, quer humanitário. Foi condecorado, a título póstumo, com o Grau de Comendador da Ordem da Liberdade.

Exposição Virtual "Medalhas das ex-colecções Miguel Mota, Fernando Costa e Mário Costa depositadas no Fundo Luís Pinto Garcia"

O Centro de Estudos CECHAP, através do Fundo de Numismática Luís Pinto Garcia, orgulha-se de apresentar um conjunto de medalhas das ex-colecções de Miguel Mota (célebre investigador e cientista, filho do numismata Alfredo Motta), de Fernando Costa e de Mário Costa, gentilmente cedidas para a nossa biblioteca.

A Arte da Medalha, também conhecida como Medalhística, refere-se à conceção e produção da Medalha como objeto de expressão artística, capaz de transmitir valores e narrativas às gerações vindouras. O seu estudo, tal como acontece com a Moeda, considera várias dimensões, como a artística, a técnica, a cultural, a histórica, a social, a cerimonial e, inclusive, a educativa, refletindo, de certa forma, a complexidade da existência humana.

Esta exposição virtual, exibindo um conjunto de trinta e três medalhas, celebra simultaneamente a vida e obra dos colecionadores e as características ímpares de cada uma das peças apresentadas.

Centro de Estudos CECHAP

Avenida Duques de Bragança, nº4 – 7160-209, Vila Viçosa

geral@cechap.com

+351 268 889 186

(chamada para a rede fixa nacional)